NOTÍCIAS

CNJ – Mecanismos de prevenção e combate à corrupção são abordados em painel
13 DE MARçO DE 2020


No primeiro painel da manhã desta quinta-feira (12/3), o juiz auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça Jorsenildo Dourado do Nascimento discorreu sobre os procedimentos e os controles a serem adotados pelos notários e registradores após a edição do Provimento n.88/2019. A norma incluiu os cartórios brasileiros na rede de instituições que colaboram no combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo.

Segundo o magistrado, o aperfeiçoamento da criminalidade exige que a legislação sobre a matéria se modernize constantemente, bem como impõe, aos órgãos de persecução penal e ao estado brasileiro, o aperfeiçoamento dos métodos investigativos. “A regulamentação implementada pelo Provimento n.88 da Corregedoria Nacional de Justiça ganhou força após a Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla) ter estabelecido, como uma de suas ações para ano de 2019 (Ação n. 12), a inclusão de notários e registradores no combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo”, frisou.

O juiz da Corregedoria do CNJ destacou que, além da regulamentação possibilitar uma melhor avaliação do país pelo Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e Financiamento do Terrorismo (Gafi), o Provimento fará, em curto espaço de tempo, com que a atividade cartorária se torne a principal fonte de informações não financeiras utilizada pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Prevenção

Os principais mecanismos de prevenção adotados pela norma foram abordados na apresentação, como a implementação pelos cartórios da política de compliance; a criação da figura do oficial de cumprimento, responsável pelo envio de informações ao Coaf; a criação do cadastro único de clientes, com a identificação pormenorizada das pessoas físicas e jurídicas que utilizam os serviços extrajudiciais e o cadastro único de beneficiários finais, para a identificação do verdadeiro beneficiário de qualquer operação realizada nos cartórios extrajudiciais brasileiros.

A diferenciação entre comunicações automáticas e comunicações suspeitas também foi esclarecida pelo palestrante. “ As automáticas são aquelas comunicações de operações descritas taxativamente pela norma que, se ocorrendo, impõe a realização da comunicação ao COAF, independentemente de qualquer juízo de valor por parte do notário. Já as comunicações de operações suspeitas são aquelas que necessitam de um juízo de valor, observando-se parâmetros mínimos estabelecidos na norma”, explicou o juiz.

Padrões internacionais

Segundo Dourado, o provimento foi elaborado dentro dos padrões internacionais de excelência estabelecidos pelo Gafi, o que o torna, no Brasil, uma das normas mais modernas de prevenção e combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, relacionada a atividades não financeiras.

“O Provimento n. 88/2019, da Corregedoria Nacional de Justiça, coloca o Conselho Nacional de Justiça, definitivamente, em posição de protagonista nacional no desenvolvimento de políticas públicas voltadas à prevenção e ao combate da corrupção e da lavagem de dinheiro, servindo de paradigma para outras atividades não financeiras ainda não integradas a esse protocolo internacional”, concluiu Jorsenildo Dourado.

Fonte: Conselho Nacional de Justiça

Outras Notícias

Anoreg RS

Mais de 40 cartórios gaúchos participam da Campanha Sinal Vermelho de combate à violência doméstica
29 de novembro de 2021

Todas as serventias que aderirem a iniciativa podem fazer a divulgação em seus estabelecimentos.


Anoreg RS

Anoreg/RS conquista premiação de melhor Anoreg da região Sul no PNA
26 de novembro de 2021

A avaliação é composta por cinco Eixos Estratégicos: Governança, Inovação, Continuidade do Negócio e...


Anoreg RS

Sete cartórios gaúchos são premiados no PQTA 2021
26 de novembro de 2021

A cerimônia de premiação da etapa Nacional da 17ª edição do Prêmio de Qualidade Total Anoreg/BR (PQTA)...


Anoreg RS

TJRS – Concurso de Ingresso – Provimento ou Remoção Edital Nº 064/2021 – Cecpodnr (concurso Notarial e de Registros – 2013)
26 de novembro de 2021

Clique aqui e confira na íntegra.


Anoreg RS

Regulação dos criptoativos será tema de webinar para notários e registradores, dia 06 de dezembro
26 de novembro de 2021

O evento será transmitido simultaneamente pelos canais no Youtube do CNB-RS, IRIRGS e Fundação Enore-RS.


Anoreg RS

OAB/RS – Na maior votação da história da OAB/RS, Leonardo Lamachia é eleito presidente
26 de novembro de 2021

O advogado Leonardo Lamachia venceu a eleição para a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional...


Anoreg RS

Anoreg-BR – Cerimônia nacional do PQTA 2021 premia 147 Cartórios em celebração virtual
26 de novembro de 2021

Evento contou com a participação de mais de dois mil telespectadores que acompanharam a cerimônia de premiação...


Anoreg RS

Anoreg-BR – Especialistas em liderança afirmam que o PQTA desafia líderes e equipes das serventias extrajudiciais na busca por melhorias
26 de novembro de 2021

A segunda palestra do Encontro da Qualidade Anoreg, promovido pela Anoreg-BR, nesta quinta-feira (25/11), abordou o...


Anoreg RS

Anoreg-BR – Maria Aparecida Bianchin concede entrevista ao Encontro de Qualidade Anoreg sobre qualidade da gestão
26 de novembro de 2021

A trajetória profissional da diretora da Qualidade da Anoreg-BR, Maria Aparecida Bianchin, começou na sala de...


Anoreg RS

TJMA – Corregedores dos tribunais debatem sobre a Justiça 4.0 em São Luís
26 de novembro de 2021

Magistrados de todo o país discutem sobre boas práticas na prestação da Justiça e do serviço extrajudicial,...