NOTÍCIAS

Datajud: Justiça em Números e produtividade serão alimentados automaticamente
29 DE JUNHO DE 2022


A partir de julho, os tribunais não precisarão mais fazer a alimentação manual no banco de dados dos sistemas do Relatório Justiça em Números e do Módulo de Produtividade Mensal do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). As informações que subsidiam os dois painéis serão extraídas automaticamente da Base Nacional de Dados do Poder Judiciário (Datajud), desobrigando os órgãos de Justiça dessa tarefa e dando maior precisão às estatísticas.

A partir desta fase de implementação da Datajud, todas as variáveis e indicadores do Relatório Justiça em Números e do Módulo de Produtividade Mensal e seus respectivos anexos passarão a ser calculados pelo banco de dados. Principal fonte das estatísticas oficiais do Poder Judiciário, o Justiça em Números divulga, desde 2004, a realidade dos tribunais. Com o avanço do Datajud, fica suspensa a alimentação manual pelos tribunais dos módulos de litigiosidade, tempo médio, demandas por classe e assunto, além de questionários que contenham dados processuais.

Já o painel do Módulo de Produtividade Mensal, oriundo do Sistema Justiça Aberta para simplificar a coleta e ampliar a qualidade dos dados recebidos, não dependerá mais da inserção manual de dados sobre a produtividade das serventias e da magistratura.

Datajud

A implantação do Datajud segue as diretrizes da Resolução CNJ n. 331/2020 que definiu o esse banco de dados como a fonte primária de dados do Sistema de Estatística do Poder Judiciário. No processo de implementação, houve, em 2021, um adiamento na etapa de suspensão dos dados processuais do Relatório Justiça em Números e do Módulo de Produtividade Mensal.

A prorrogação permitiu a adoção de ações específicas de aprimoramento, com suporte aos tribunais, a criação de ferramentas de apoio para saneamento de dados, treinamentos de natureza técnica e negocial em tópicos específicos e reuniões com magistrados e magistradas, servidores e servidoras responsáveis pela alimentação e gestão da base de dados, além da realização de ações de capacitação em ciência de dados que já certificou 535 pessoas, em uma parceria entre CNJ, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e o Departamento de Estatística da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Gestores e gestoras de tribunais que necessitarem de esclarecimentos adicionais sobre a desobrigatoriedade de alimentação manual podem fazer contato pelo e-mail suporte.dpj@cnj.jus.br.

Texto: Jeferson Melo
Edição: Sarah Barros
Agência CNJ de Notícias

Macrodesafio - Aperfeiçoamento da gestão administrativa e da governança judiciária

The post Datajud: Justiça em Números e produtividade serão alimentados automaticamente appeared first on Portal CNJ.

Outras Notícias

Portal CNJ

Link CNJ discute a confiabilidade das eleições nesta quinta-feira (11/8)
10 de agosto de 2022

Edição especial do Link CNJ desta quinta-feira (11/8) trata da soberania das urnas e da confiabilidade histórica...


Portal CNJ

Tribunal do Trabalho da 15ª Região aumenta produtividade no primeiro semestre
10 de agosto de 2022

As equipes da 1ª instância do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT15) julgaram 18,4% mais processos...


Portal CNJ

Sirenejud: novas funcionalidades ampliam transparência de dados ambientais
10 de agosto de 2022

O painel interativo Sirenejud, que compila informações ambientais de diversas fontes, tem agora mais duas...


Anoreg RS

Presidente da Anoreg/RS recebe título de Cidadão de Porto Alegre
10 de agosto de 2022

O evento reuniu autoridades dos poderes Legislativo, Judiciário e de órgãos da sociedade civil, além de...


Anoreg RS

Entidades registrais e Sinduscon realizam visita de cortesia ao corregedor-geral da Justiça do RS
10 de agosto de 2022

Na oportunidade, foi apresentada a nova diretoria do Sinduscon e as pautas que englobam os serviços registrais e da...


Anoreg RS

Rádio Justiça aborda questão da tecnologia 5G e seu impacto no mercado imobiliário
10 de agosto de 2022

Entrevista com Júlio Delamôra tratou da locação de espaços para instalação de antenas de telefonia.


Anoreg RS

Artigo: Uma importante mudança no registro de pessoas – Por Rogério Tadeu Romano
10 de agosto de 2022

Dispõe o artigo 16 do Código Civil que toda pessoa tem direito ao nome, nele compreendidos o prenome e o sobrenome.


Anoreg RS

TJ-SP não valida contrato de honorários baseado em conversa de WhatsApp
10 de agosto de 2022

Para o ajuizamento de ação de execução, sem prévio processo de conhecimento, o autor deve dispor de um título...


Anoreg RS

Artigo – Ex-companheiro pode pedir usucapião quando exerce posse do bem comum
10 de agosto de 2022

No julgamento do Recurso Especial nº 1.840.561/SP, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), sob a...


Portal CNJ

Ferramenta de gestão de bens apreendidos irá permitir rastreamento ponta a ponta
09 de agosto de 2022

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desenvolve, no Programa Justiça 4.0, uma ferramenta digital para apoiar os...